O Menino Enrolado


Fazer as vontades das crianças, exagerar nos presentes e atender sempre às suas birras. A princípio parecem atitudes ingênuas e cheias de boas intenções, mas quando o querer se torna uma exigência por parte da criança, os problemas só aumentam. Crescem tanto a ponto de as deixarem enroladas no seu próprio "eu," fazendo de seu universo um lugar solitário e um tanto incabível.

Paula Piano Simões escreve em seu livro O Menino Enrolado, publicado pela Editora Caramurê(2016) sobre o exagero, sobre como o que é demais pode se tornar de menos e sobre como as coisas mais simples da vida podem se tornar as mais importantes.


Ana Verana é a ilustradora dessa fascinante história. Com ilustrações encantadoras, sabe brincar com a imaginação quando não revela em seus traços a real problemática que o enredo traz. Um menino enrolado em seu próprio braço. E é dessa forma que o livro evidencia o que é de melhor para as crianças.



Medhá é um um menino como todas as outras crianças, até descobrir que tem o controle sobre tudo o que quer sem que ninguém diga não. Até que sua autoridade o deixa sem amigos para brincar, pois na escola nada dividia, tudo puxava, tudo queria.

Até que algo muito estranho aconteceu. De tanto apontar, seu braço começou a crescer. E cresceu tanto que foi preciso enrolar o braço em sí mesmo. Sem amigos e tristonho, Medhá descobre a partir de uma amizade inesperada o quanto uma conversa, uma boa história e brincadeiras simples podem trazer grandes sorrisos.


Um grande livro que recorda aos pais e responsáveis como o diálogo com as crianças é valoroso e imprescindível nos momentos em que é preciso dizer não, e ensinam às crianças o valor de compartilhar e prestigiar as amizades .


Terminar o livro? Só se for com brigadeiro e pipoca!




 Posts recentes

© 2016 by Brincando e Contando

  • Black Twitter Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon