O Monstro do Sonho



Todos nós já tivemos um sonho ou um pesadelo que nos inquietou ou mesmo que nos atormentou por noites seguidas. Sem conseguir entender tal fato, a reação mais comum é tentar fujir dos medos que nos visitam durante a noite ou conviver com eles e tornar o sono um momento de aflição. O Monstro do Sonho é um livro que nos ajuda a compreender que precisamos enfrentar nossos monstros, aprender com eles e descobrir o quanto somos corajosos. Sua autoria é de César Obeid e as ilustrações magníficas são de Jean-Claude R. Alphen, que nos transportam facilmente para o mundo dos sonhos. Editado pela Edebe em 2014, vamos percorrer junto com a personagem do livro os mistérios que rodeiam nossa mente enquanto dormimos.

Sempre o mesmo sonho vinha atormentar a pequena menina que, corria assustada do monstro que parecia nunca se cansar de persegui-la. E quando estava pertinho de segurá-la com suas enormes mãos, ela despertava.


Sem conseguir ajuda de seus pais e de sua professora, é com o conselho de um amigo que ela encontra a possível solução para enfrentar esse medo.



Então, na noite esperada de olhar nos olhos daquele bicho gigantesco, horrível, pavoroso, assustador, medonho, horripilante e cruel, lembrou-se do conselho de seu amigo e a coragem veio para tomar a grande decisão.


Ela consegue enxergar um novo olhar e até aprende uma nova canção. Mas o que ela não conta mesmo é o segredo que está dentro do seu coração. E isso ela não pode dizer mesmo, pois quem contou foi um grande amigo.


Posso afirmar o quanto de significado pode ser revelado durante a leitura. Será que os verdadeiros monstros moram em nossos sonhos ou apenas querem nos encorajar para algo que devemos enfrentar em nossa vida? Nossos medos estão dentro de nós e precisamos ter um olhar corajoso para enfrentá-los, fazendo deles não nosso companheiro, mas nossa fortaleza. A criança que não tem atenção para ser atendida no seu temor se torna frágil e angustiada, por isso a importância de ouvi-las e valorizar o que para elas é relevante.

A amizade é bem explícita na narrativa e o crescimento da personagem se dá devido a uma amizade que primeiramente lhe motivou e que depois a fez enxergar que o mostro que lhe perseguia podia não ser tão horrível assim, basta ter um olhar sensível e poético que todas as coisas podem nos surpreender, transformação que é representada na linda canção que lhe é ensinada pelo mostro.

Nem sempre os monstros são tão assustadores quanto parecem, e a imaginação nos levar a crer em coisas que não queremos viver ou ver, mas de uma coisa podemos ter certeza, o sonho é seu, você faz dele o que quiser.


 Posts recentes

© 2016 by Brincando e Contando

  • Black Twitter Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon