Pai Francisco


Pai Francisco é um livro escrito por Marina Miyazaki Araujo ilustrado por Marcus Vinícius Vasconcelos e publicado pela Editora Pólen . "Pai Francisco entrou na roda tocando o seu violão dororón dondon. Vem de lá Seo Delegado e Pai Francisco foi pra prisão". Falar desse livro é como adentrar em uma vida de dúvidas e de anseios. Porém, de uma vida em que as boas lembranças prevalecem ao lado da esperança de que tudo pode mudar e acima de tudo isso, da sensível ligação entre pai e filho que nesta narrativa está além dos males que possam existir na sociedade e da preconização do erro. A literatura permite tirar a venda que cobre os olhos do coração e da alma e, com essa leitura todo o lado de quem ama diante de um dilema que todos os dias invadem a sociedade, a prisão, surge sob a forma sensível de perceber o outro que perde alguém especial para algum delito. " Mãe, cadeia não é para bandido? Meu pai não é bandido, né?" É dessa forma que começa a jornada de um filho que ama e que é amado por seu pai e que busca explicações para a distância que insiste em fazer parte de suas vidas.

O livro narra a história de um menino que enfrenta os comentários na escola e uma viagem muito longa de ônibus para abraçar seu pai e vê-lo chorar como um "Nenê chorão" em um abraço que não parece ter fim. A última página associada à imagens revelam um segredo do menino não querer comer salada, apesar de todo mundo dizer que é bom para crescer. Não me aguento nessa parte!


 Posts recentes

© 2016 by Brincando e Contando

  • Black Twitter Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon