Meu Corpo e Eu

December 17, 2018

 

 

 

Um poema de Jorge Luján e  Ilustrações de Isol.

Meu Corpo e Eu, editora Rovelle.

Quando a noite chega, o corpo descansa. Quando a noite chega, a mente se transporta em sonhos. A necessidade do corpo não é a mesma necessidade da mente, mas eles se escolhem, se completam e se permitem. 

 

Poema magnífico que nos traz a beleza do que é corpo, do que é essência. Que um não suporta viver sem o outro. Somos formados pelo físico mas também somos agraciados pelos mistérios da mente, e é isso que nos torna únicos.

 

As ilustrações completam a narrativa poética de uma forma divertida e transparente, em traços que parecem misteriosos mas que nos revelam muito mais do que podemos enxergar.

 

 

 

Belo...

 

 

 

Um poema lindo, divertido e reflexivo. Mente e corpo. Um só, duas formas de cuidar.

 

Olhos para o corpo são para enxergar tudo ao nosso redor, olhos para mente são janelas que se abrem para o impossível. 

 

 

 

 

 

E ele brincou, imaginou e se entregou de corpo e alma...

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

 Posts recentes

January 20, 2020

January 7, 2020

December 28, 2019

December 17, 2019

December 16, 2019

December 5, 2019

November 22, 2019

Please reload

© 2016 by Brincando e Contando

  • Black Twitter Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon