O Leão da Neve


Toda criança tem ou já teve aquele amigo que surge quando ela mais deseja. Aquele amigo que aparece na solidão, aquele amigo que brinca com suas melhores brincadeiras e que ajuda em suas escolhas. Aquele amigo que surge de objetos, de cores e do extraordinário. Estamos falando daquele amigo imaginário. O livro " O Leão da Neve" de Jim Helmore e Richard Jones vem trazendo o sonho, o valor e a magnitude do imaginário infantil. Traduzido por Silvana Salerno e publicado pela Editora Carochinha, o livro inteiro é como um sonho daqueles gostoso de viver.

Carol e sua mãe mudaram-se para uma casa nova que tem paredes, tetos e portas na cor branca. Ainda não conhece nenhum amigo da vizinhança e às vezes sentia-se muito sozinha.

Até que surge um grande leão branco disposto a brincar com Carol e fazer a menina se divertir. Brincaram de esconde-esconde, escalar e pega-pega. O leão não era só um companheiro, se tornou um grande amigo que fez Carol vencer a timidez e a insegurança. O leão às vezes desaparecia mas Carol sabia exatamente onde encontrá-lo.

Mas um dia as paredes foram coloridas. E agora? Como Carol iria encontrar seu grande amigo leão branco?


Primeiramente é impossível não se sentir arrebatado pela profundidade das ilustrações. O enredo aponta as peculiaridades da infância como o receio do que é novo, as brincadeiras, as novas amizades e claro, a imaginação e a autoconfiança que é o grande foco da história. E sobre a imaginação, essa não tem hora e nem lugar para acontecer. A figura de um leão para representar a autoconfiança é fantástica, cada um temos um leão dentro de nós que nos move. No caso das crianças, esse leão é tão divertido e amável que essa amizade não tem fim.





 Posts recentes

© 2016 by Brincando e Contando

  • Black Twitter Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon