Chapeuzinho de Couro


Hoje embarcamos nesta releitura "arretada" que nos deixou ainda mais orgulhosos de nosso Nordeste. Chapeuzinho de Couro, publicado pela Editora Cortez, escrito e ilustrado por Agostinho Ornellas que nos presenteou com uma obra brilhante, da qual une a beleza do conto de Chapeuzinho Vermelho aos encantos e mistérios de uma região que tem tanta riqueza, soube abordar de forma impecável as coisas de nossa terra.

Cícera é uma garotinha que ama os livros, em especial as obras dos irmãos Grimmaldos. Ela recebe uma missão de sua mãe. Levar farinha, tapioca, queijo coalho, refresco de caju e bolo de rolo para sua avó.

Mas no caminho pode encontrar um Carcará faminto querendo pegar seu animalzinho de estimação, a cabrita Manchinha. Com seu gibão, sua botas e seu chapéu de couro, Cícera segue sozinha pela estrada e nem imagina quem encontrará no lugar de sua avó quando chegar.


Além de contextualizar perfeitamente o conto à realidade de muitos de nós, é um verdadeiro manual de nossas expressões, atribuindo valor e dando uma linda oportunidade de se abordar sobre as variações linguísticas de nosso país. "Quengo", "abestalhada", "oxente", "cabra da peste" são algumas palavras do dicionário nordestino que aparecem na obra. O autor também percorre os caminhos da ecologia, lembrando da importância de se garantir a existência e o cuidado dos animais.

Um livro que apaixona para uma leitura deleite e que pode se transformar em um tesouro nas mãos de um professor que, dentro de sua sala de aula usa o encantamento da literatura como sua grande aliada




 Posts recentes

© 2016 by Brincando e Contando

  • Black Twitter Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon