Amores em África

March 18, 2019

 

 

Cores, sons, paisagens e histórias, muitas histórias. Assim se configura a forma como podemos falar da África, esse continente considerado o berço da humanidade. As histórias de paixões do mundo todo no deixam enamorados, os contos de "Amores em África" nos deixam atônitos com um amor arrebatador. O livro é uma compilação de contos africanos que prestigia esse sentimento como elemento dominante e que triunfa. Organizado por Lenice Gomes, com ilustrações majestosas de Denise Nascimento e com edição da Paulinas, vamos aquecer o coração com tantos amores.

Organizado em sete contos, o primeiro deles é uma releitura feita por Lenice Gomes, Uma promessa de amor, que conta a história de uma moça que para ganhar o coração de um grande feiticeiro, faz a promessa de dar-lhe um filho todo de ouro.

Abraçados no Mato da Guiné, é uma adaptação de Heloisa Pires Lima e traz a história de amor de Lamarana, uma linda menina que é prometida em casamento mas seu coração já bate forte por um jovem de sua aldeia.

O grande amor do rei Kitamba, um conto tradicional angolano, recontado pelo autor Celso Cisto, fala sobre um rei inconformado com a morte de sua esposa disposto a trazer-lhe de volta.

 

Por Sunny, temos o conto O amor de Malaika, a filha mais nova de um rei que se apaixona por um simples violonista, capaz de tudo pelo amor de sua amada.

 

O casamento de Kintu com Nambi, a fiha de Gulu, o rei do céu, contada por Fabiano Morais. Neste conto além de acompanhar a disposição do jovem Kintu em aceitar desafios para casar-se com a moça chamada Nambi, o leitor ainda vai descobrir a origem das enormes covas existentes em Sigo, na Uganda.

Alice Bandini adaptou para o português a história de amor que pertence ao povo da Etiópia, intitulada de O Príncipe. O filho único de um rei que procura uma mulher sábia para casar-se. E por fim, Osíris e Ísis, por Flávia Côrtes. Narra a história de inveja entre os irmãos Seth e Osíris. Onde Ísis não desiste de procurar seu amor, Osíris, depois de seu irmão conseguir dar um sumiço nele para poder ficar com o trono.

 

Difícil é escolher o conto que mais envolve e que derrete  o coração. Além de tudo, as ilustrações nos transportam para essas terras tão distantes enquanto nos enchemos desse amor que tudo enfrenta, algumas vezes se explicar, outras parece ser impossível. No término da leitura, uma sensação de que adentramos nas tradições da mãe África e de que já podemos continuar caminhando em meio ao seus mistérios, repassando com responsabilidade as histórias desses amores para que elas nunca se percam apesar da distância que nos separam.

Um livro para viver amores, para viver a África...

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

 Posts recentes

March 24, 2020

March 14, 2020

March 3, 2020

February 7, 2020

January 31, 2020

January 20, 2020

January 7, 2020

Please reload

© 2016 by Brincando e Contando

  • Black Twitter Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon