Guilherme Augusto Araújo Fernandes

May 13, 2019

 

  Guilherme Augusto Araújo Fernandes. Escrito por Mem Fox, ilustrado por Julie Vivas, traduzido por Gilda de Aquino e publicado pela Brinque- Book.

Guilherme Augusto Araújo Fernandes é como se chama um garoto não tão velho e que vivia fazendo perguntas. Mora ao lado de uma asilo e conhece todos que estão lá. A senhora que toca piano, o senhor que conta histórias, o senhor que remava e o que tinha voz de gigante, além daquela que andava com uma bengala. Mas a pessoa de quem mais gosta nesse lugar cheio de velhinhos especiais é Dona Antônia, para quem conta seus segredos.

 

 

 

Mas Guilherme descobriu algo que não compreendia bem. Dona Antônia havia perdido a memória. Inquieto para saber o que aquilo significava, resolveu descobrir com seus amigos do asilo e depois  de escutar todos e descobrir o que é memória ele toma uma decisão que traz de volta algumas lembranças de Dona Antônia.

 

Ao percorrer a graciosidade que é esta obra, nos perdemos entre um texto repleto de emoções e imagens que extraem do leitor uma profunda compreensão de que a infância e a velhice em muito se aproximam. Na infância muitas memórias são construídas e elas se estendem na juventude. Na velhice essas memórias precisam estar presentes para que os dias sejam leves e agradáveis e nem precisa ser tão velho para ter esse olhar compreensível. A forma como os significados de memória chegam até o garoto é imprescindível para que o leitor perceba que cada um pode construí-la de uma forma diferente e resgatá-la através de pequenas coisas que são os detalhes da vida. 

Apaixonante, sensível e comovente. O livro sem idade...

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

 Posts recentes

November 22, 2019

November 12, 2019

November 1, 2019

October 25, 2019

October 22, 2019

October 15, 2019

October 7, 2019

September 30, 2019

September 25, 2019

Please reload

© 2016 by Brincando e Contando

  • Black Twitter Icon
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon